O que o brasileiro pensa?
05 de setembro de 2019, 12h54

Bretas e esposa, juízes da Lava Jato que entraram na Justiça por auxílio-moradia, têm mansão de R$ 5,8 milhões

Localizada em Itaipava, no Rio, o imóvel de 600 m² faz parte de um condomínio de luxo, onde o casal é vizinho do ministro Luís Roberto Barroso e do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto da Costa

Mansão do casal Bretas - Foto: The Intercept

Os juízes federais da Lava Jato, Marcelo e Simone Bretas, que entraram na Justiça para garantir auxílio-moradia, benefício que permite que magistrados embolsem até R$ 4.377,73 caso não tenham um imóvel, possuem uma mansão de R$ 5,8 milhões, no Rio de Janeiro. Na época em que declararam seu patrimônio para tirar o benefício, informaram um valor que era quase metade do real que possuíam. Informações das escrituras foram obtidas pelo The Intercept Brasil.

Uma resolução do Conselho Nacional de Justiça proíbe o pagamento do auxílio a dois juízes casados, ou que morem sob o mesmo teto. Porém, por falha do Judiciário, o casal tinha o benefício. Localizada em Itaipava, a 80 km do Rio de Janeiro, o imóvel de 600 m² faz parte de um condomínio de luxo, onde o casal divide áreas de convívio com vizinhos, como o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, e o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto da Costa, um dos delatores condenados na Lava Jato. Em junho, colocaram a mansão à venda, em anúncio que pode ser consultado aqui.

Os Bretas também aceitam alugar a casa pelo valor de R$ 10 mil mensais, pouco a mais do que os R$ 8.755 que os dois juízes ganham juntos por mês a título de “auxílio-moradia”. O salário do juiz Marcelo Bretas, que já condenou o ex-governador Sérgio Cabral a mais de 100 anos de prisão, é de R$ 43.910,62 mensais. Já o de Simone, R$ 44.555,62, ambos já com o auxílio somado.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

De acordo com a apuração do Intercept, a casa dos juízes possui cinco suítes, uma lareira, três banheiras de hidromassagem, escadaria em mármore, espaço gourmet, churrasqueira, pomar, jardim, garagem para quatro carros, sauna, um campo de futebol próprio e até uma piscina aquecida que avança pela sala.

Ao ser questionado sobre o auxílio por um deputado, Bretas respondeu no Twitter que tinha apenas ido atrás de um “direito”.

“Pois é, tenho esse ‘estranho’ hábito. Sempre que penso ter direito a algo eu VOU À JUSTIÇA e peço. Talvez devesse ficar chorando num canto, ou pegar escondido ou à força. Mas, como tenho medo de merecer algum castigo, peço na Justiça o meu direito”, escreveu o juiz, em janeiro deste ano.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum