Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de fevereiro de 2019, 16h43

Bruno Covas diz que alagamento de uma semana em SP “é uma questão de física”

Prefeito tucano da capital paulista, ao invés de tentar resolver o problema de forma efetiva, declarou que “a água escorre para lá mesmo”

Foto: Reprodução/TV Globo

O prefeito Bruno Covas (PSDB) declarou, no início da tarde desta terça-feira (12), que os alagamentos em bairros da Zona Leste da capital paulista são “uma questão habitacional e de física”. Os moradores da Vila Itaim, por exemplo, convivem com água na altura dos joelhos há mais de uma semana.

“A Prefeitura está lá tentando fazer a ação o mais rápido possível, mas é uma questão de física que a água escorre para lá mesmo”, afirmou Covas, de acordo com informações de Paula Paiva Paulo, do G1.

Para piorar, a chuva que castigou a região na manhã desta terça fez o nível da água subir ainda mais.

A situação é tão grave que uma equipe da Defesa Civil esteve no local para ajudar as crianças a se deslocarem até a creche do bairro, mas não foi possível circular pelas vias.

A previsão da meteorologia é de chuvas fortes em São Paulo para as próximas horas, com potencial para alagamentos e inundações.

“Todo mundo está alertado e preparado para dar a resposta o mais rápido possível para que a gente possa atenuar o efeito das inundações na cidade de São Paulo”, afirmou o prefeito.

Protesto

Ao que tudo indica, as explicações de Covas não convenceram a população. Como protesto contra a situação do bairro, um grupo de moradores bloqueou o trecho da avenida Marechal Tito que passa sobre o rio.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum