Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de fevereiro de 2020, 07h35

“Cabeça cheia”: Bolsonaro não quis ver dados sobre falha de Weintraub no Enem

O presidente também disse estar "saturado" e diminuiu os erros relatados por milhares de estudantes sobre a prova

Abraham Weintraub e Bolsonaro (Foto: Gabriel Jabur / MEC)

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (3) que se negou a ver dados do ministro da Educação, Abraham Weintraub, sobre falhas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por estar com a “cabeça cheia” e “saturado”. O ministro enfrenta uma crise em sua gestão por conta de uma série de erros nas notas das provas e no sistema de seleção para instituições de ensino superior, o Sisu.

“Ele (o ministro da Educação, Abraham Weintraub) queria apresentar para mim os dados. Eu não quis, (estava) com a cabeça cheia. Hoje eu saturei. Não conversei”, disse o presidente, durante seu retorno a Brasília. Ele viajou a São Paulo pela manhã acompanhado de Weintraub.

Em declaração em frente ao Palácio do Alvorada, já em Brasília, Bolsonaro ainda diminuiu as falhas relatadas por milhares de estudantes sobre a prova. “Quase em todos os ano têm problema. Representa menos de ‘zero vírgula alguma coisa’ o problema”, disse ele.

Tanto o presidente quanto Weintraub, no entanto, mentem sobre a abrangência da crise. Eles dizem que os erros atingiram 5.974 participantes. Contudo, cerca de 172 mil queixas de estudantes foram encaminhadas ao MEC. Desde 2010 o órgão não comete falhas com um número tão elevado de afetados. Naquele ano, a prova vazou e o MEC teve de adiar o exame. A decisão atingiu todos os 4,1 milhões de pessoas.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum