Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de março de 2019, 18h17

“Cada um responde por seus atos”, afirma Bolsonaro sobre prisão de Temer

Entretanto, ele ignora que seu partido, o PSL, foi o que mais votou com o governo Michel Temer em 2018, superando inclusive o MDB do ex-presidente

Michel Temer e Bolsonaro (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

“Cada um responde por seus atos, mas está claro que a política em nome da governabilidade, feita no passado, não deu certo, não estava correta”. Este foi o breve comentário de Jair Bolsonaro sobre a prisão de Michel Temer, nesta quinta-feira (21).

O presidente foi questionado a respeito ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Santiago do Chile. Ele considerou que a prisão de Temer tem relação com acordos políticos realizados em nome da governabilidade.

No entanto, o que Bolsonaro parece esquecer é que, em 2018, o PSL, partido ao qual pertence, foi o mais fiel a Temer, ou seja, foi o que mais votou com o governo Michel Temer, superando inclusive o MDB do ex-presidente.

“Muito ruim”

O general Hamilton Mourão, presidente em exercício, declarou que a prisão de Temer “é muito ruim para o país”. Ele comparou ainda o episódio com a prisão do ex-presidente Lula.

“Eu já falei a respeito da mesma situação do presidente Lula. É muito ruim para o país ter um ex-presidente preso. Mas agora seguem as investigações”, afirmou.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum