Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de outubro de 2019, 10h56

Cadê as provas: ministro do Meio Ambiente ataca Sâmia Bonfim, do PSOL, e leva invertida

“Ricardo Salles não tem um pingo de vergonha na cara. Não cumpre com suas obrigações e ainda vem botar a culpa nos outros”, disse a deputada

Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O ministro de Meio Ambiente, Ricardo Salles, parece corroborar mesmo com a tese do imobilismo de sua pasta diante das manchas de óleo nas praias do Nordeste. Ao invés de propor ações eficazes para resolver o problema, Salles resolveu bater boca via redes sociais.

Um pouco mais cedo, nesta segunda-feira (21), ironizou declarações do Greenpeace sobre o assunto. Logo a seguir, na sequência do mesmo tuíte, atacou a deputada federal, Sâmia Bonfim (PsoL-SP), com afirmações que não pode provar. Salles disse que “o petróleo que está atingindo o Nordeste e o Brasil, é venezuelano, cujo governo ditatorial comunista vocês apoiam”.

A afirmação do ministro de Bolsonaro foi uma reação à frase de Sâmia: ““O ministro do meio ambiente está se queixando no twitter que o Greenpeace não está ajudando a limpar as praias do Nordeste. Ricardo Salles não tem um pingo de vergonha na cara. Não cumpre com suas obrigações e ainda vem botar a culpa nos outros”.

“Vc é que não tem vergonha. Mas deveria ter, e muita, pois o petróleo que está atingindo o Nordeste e o Brasil, é venezuelano, cujo governo ditatorial comunista vocês apoiam”, respondeu o ministro.

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum