Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
02 de dezembro de 2019, 18h02

Caetano Veloso manifesta apoio a policiais antifascistas

O músico participou do Congresso dos Policiais Antifascismo, que ocorreu dois dias antes do massacre da PM de São Paulo em Paraisópolis

Reprodução/Twitter

O cantor Caetano Veloso participou do encerramento do II Congresso Nacional Policiais Antifascismo, na sexta-feira (29), declarando seu apoio ao movimento em prol do combate ao fascismo. O encontro aconteceu dois dias antes de uma ação da PM de São Paulo contra um baile funk na periferia da capital que deixou nove jovens mortos.

“O que vocês ensinam é que o cidadão deve respeitar a Polícia e a Polícia deve respeitar o cidadão. Esse equilibro deve ser o centro de nós todos. Eu acho um  ponto fulcral para a solução dos nosso problemas que hajam policias determinados em se colocar, se reafirmar como policiais sem se deixar confundir com o fascismo”, disse o cantor sob gritos de “Viva Caetano Veloso! Viva os Policias Antifascismo!”.

Áureo Cisneiros, líder sindical dos policiais de Pernambuco, publicou uma foto ao lado do cantor exaltando o papel histórico de Caetano, que foi um dos principais expoentes do tropicalismo e acabou sendo exilado durante a ditadura militar. “Tietando nosso querido Caetano Veloso, artista que não foge do seu papel histórico de lutar pelo povo brasileiro. O fascismo não vencerá!”, disse.

O encontro dos agentes antifascistas, que aconteceu entre os dias 28 e 29 de novembro, antecedeu um triste episódio de violência policial ocorrido na madrugada deste domingo (1). A PM de São Paulo realizou uma ação contra um baile funk em Paraisópolis que deixou ao menos nove jovens, entre 14 e 23 anos, mortos.

Leonel Radde, um dos líderes do movimento, publicou um vídeo nas redes sociais denunciando os abusos de autoridade e tortura cometidos pelos agentes de segurança pública no episódio. “O discurso de que isso seria combater o crime é um discurso falacioso. Não faz sentido torturar abusar de cidadão e cidadãs sobre o pretexto de combater a criminalidade […] A Polícia tem que servir à sociedade e tem que combater o crime com energia, mas a Polícia não pode agir e, a partir dessa ação, morrer 9 inocentes”, disse Radde.

Assista:

Comemoramos o encerramento do II Congresso Nacional do Policiais Antifascismo recebendo o apoio do gigante Caetano Veloso. Nossos eternos agradecimentos à Paula Lavigne, que nos proporcionou a oportunidade deste encontro e nos apoiou na realização do Congresso no Rio.

Posted by Policiais Antifascismo on Sunday, December 1, 2019


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum