Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
01 de janeiro de 2020, 20h27

Calado sobre atentado ao Porta dos Fundos, Bolsonaro presta solidariedade ao véio da Havan

Na publicação, Bolsonaro vestiu uma camisa do Cascavel, time patrocinado pela Havan. Nas redes, Hang classificou fogo em estátua da Liberdade de sua loja como ato criminoso e alegou ser vítima de terrorismo

Reprodução/Twitter

Calado desde o dia do atentado à sede da produtora do Porta dos Fundos, no dia 24 de dezembro, Jair Bolsonaro se vestiu para prestar solidariedade nesta quarta-feira (1º) ao dono da rede de lojas Havan, Luciano Hang, depois que um incêndio destruiu uma estátua da liberdade, símbolo da rede, na unidade de São Carlos, no interior paulista, na manhã desta terça-feira (31).

“Ao empreendedor Luciano Hang, a nossa solidariedade”, tuitou Bolsonaro sobre o véio da Havan, acusado de financiar a rede de fake news durante a campanha eleitoral e patrocinador de faixas com insultos ao ex-presidente Lula que são levadas por aviões no litoral catarinense.

Na publicação, Bolsonaro vestiu uma camisa do Cascavel, time patrocinado pela Havan. Nas redes, Hang classificou o o incêndio como ato criminoso e alegou ser vítima de terrorismo.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum