Câmara cria comissões para fiscalizar eleições da Venezuela e negociações sobre Brumadinho

As duas comissões foram criadas nesta segunda-feira

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados decidiu criar nesta segunda-feira (23) duas novas comissões externas. A primeira tem como objetivo acompanhar as eleições legislativas da Venezuela, que ocorrem em 6 de dezembro, e a outra busca fiscalizar as negociações do acordo entre o governo de Minas Gerais e a Vale S.A sobre as indenizações do rompimento da barragem de Brumadinho.

A comissão que pretende se encaminhar à Venezuela foi proposta pela presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), e pelo líder da bancada do partido na Casa, deputado Enio Verri (PR).

Segundo o projeto aprovado, “não é do interesse do Brasil” que a crise política existente na Venezuela “persista ou se agrave”, e que as próximas eleições neste país podem ser a “solução pacífica e democrática da crise interna venezuelana”.

Nessa comissão, participam o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) – coordenador dos trabahos, Gleisi, Enio e o líder da Minoria no Congresso, deputado Carlos Zarattini (PT-SP).

Já a comissão sobre Brumadinho foi uma iniciativa do deputado federal Rogério Correia (PT-MG). “A Vale S.A. registrou um lucro líquido de R$ 15,6 bilhões somente no terceiro trimestre de 2020, mais que o dobro dos R$ 6,5 bilhões registrados no mesmo período do ano passado, o que não justifica abaixar o valor da indenização”, defendeu o parlamentar no pedido.

Correia vai coordenar os trabalhos da comissão externa.

Com informações do PT na Câmara

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e latino-americanista convicto, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum América Latina