Fórumcast, o podcast da Fórum
25 de julho de 2019, 15h33

Camila Pitanga critica fala de Bolsonaro sobre fome: “não está atento pra realidade brasileira”

A atriz acabou polemizando ao fazer um desabafo pessoal em rede nacional de televisão ao criticar uma fala do presidente Jair Bolsonaro que afirmou, na semana passada, que não existe fome no Brasil

Foto: Reprodução/Globo

A atriz Camila Pitanga, uma das convidadas do programa Encontro, apresentado por Fátima Bernardes na Globo, nesta quinta-feira (25) acabou polemizando ao fazer um desabafo pessoal ao criticar uma fala do presidente Jair Bolsonaro que afirmou, na semana passada, que não existe fome no Brasil.

“Ai Fátima não consigo não falar, porque não consigo esquecer que nosso presidente disse que não há fome no Brasil. Isso dói, a gente aqui pensar que nosso maior representante não está atento pra essa realidade brasileira”, disse Camila Pitanga, ao criticar a fala de Bolsonaro que, após a repercussão, foi obrigado a se retratar, e admitiu ter errado em sua fala.

O momento em que Camila Pitanga fez seu desabafo ocorreu após o programa de Fátima Bernardes abordar a temática dos alunos que, no período das férias ficam sem a merenda servida nas escolas, e acabam passando fome.

Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), o Brasil saiu do Mapa da Fome em 2014 após uma queda de 82% no número de brasileiros em situação de subalimentação entre os anos de 2002 e 2013. No entanto, com a reversão de algumas políticas, o país pode voltar para o Mapa.

“Acho que a gente começa as transformações perto da gente, né? Então esse exemplo Ibaté, esse exemplo de outras escolas… que a gente fique atento porque realmente essas pessoas estão precisando, e perto da gente certamente tem alguém que está precisando”, completou a apresentadora Fátima Bernardes.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum