Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de julho de 2019, 10h48

Campanha criada por robôs bolsonaristas para deportação de Glenn Greenwald não decola

Aspirações de parlamentares e políticos bolsonaristas não encontram eco nas redes sociais. Você acredita que o governo Bolsonaro é capaz de prender ou deportar Glenn Greenwald?

Bolsonaro com Moro e o jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept (Montagem)

As aspirações de parlamentares e políticos ligados a Jair Bolsonaro (PSL) de prender ou deportar o jornalista Glenn Greenwald não encontram eco nas redes sociais e uma campanha criada por robôs bolsonaristas com esse propósito não decolou.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Lançada logo após a divulgação das primeiras reportagens da Vaza Jato pelo site The Intercept, no dia 9 de junho, as campanhas têm pouca adesão nos sites de coleta de assinaturas. No Petição Pública, pouco mais de 28 mil pessoas aderiram ao movimento. No site Avaaz, o número é ainda menor, com 7.100 assinaturas.

Blog do Rovai
Novela hacker: Prisão ou deportação de Glenn Greenwald pode ter sido autorizada na viagem de Moro aos EUA

No Twitter, segundo a empresa de pesquisas DFRLab, a campanha foi deflagrada sobretudo por perfis de robôs.

Segundo estudo feito pela empresa, a campanha usou várias hashtags, entre elas, uma das mais populares (#DeportaGreenwald) foi analisada e apontou que muitas das contas mais ativas são suspeitas de comportamento automatizado. Um exemplo é Vânia, identificada como @Vnia60277936, que chegou a postar a hashtag 294 vezes em 4,5 horas.

Líder do governo Jair Bolsonaro no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP) ameaçou Glenn, tuitando que a hora de Greenwald está chegando, depois da divulgação da operação que prendeu quatro suspeitos de hackear o celular de Moro.

No início de juno, Carlos Jordy (PSL-RJ), vice-líder do governo Bolsonaro na Câmara, já havia atacado o jornalista por ele revelar o conluio entre Sergio Moro e os procuradores da Lava Jato.

Além de sugerir a deportação de Glenn Greenwald, o parlamentar do PSL defendeu o fechamento do site The Intercept. “Senhor @ggreenwald, não pense que você é um imortal acima do bem e do mal. Você praticou ativismo jornalístico através de um ato criminoso, o que lhe faz cúmplice”, publicou à época.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum