Fórumcast #20
24 de abril de 2019, 09h27

Candidata do PSL confirma ao MPF ter sido ‘laranja’ e entrega material onde aparece Bolsonaro como prova

Material inclui também “adesivos veiculares de propaganda do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, em dobradinha com seu atual ministro do Turismo”, informa o MPF

Foto: Reprodução

A candidata a deputada estadual pelo PSL nas eleições de 2018 em Minas Gerais, Zuleide Aparecida de Oliveira, entregou o seu material de campanha, nesta segunda-feira (22), ao Ministério Público Federal, em Pouso Alegre, Região Sul de Minas Gerais. O material entregue pode ser a principal prova de que o partido não contabilizou gastos nas eleições 2018.

Além disso, Zuleide confirmou ao Ministério Público Federal as informações de que foi convidada pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, que era presidente do PSL em Minas até 2018, para ser candidata laranja. À imprensa, a então candidata disse que o compromisso era devolver ao partido parte dos recursos que receberia de fundo eleitoral.

Foto: Reprodução

O material de campanha entregue inclui cerca de 25 mil santinhos de propaganda de Zuleide, que teve a candidatura indeferida, “além de adesivos veiculares de propaganda do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, em dobradinha com seu atual ministro do Turismo”, informa o MPF.

As investigações da procuradoria já identificaram que não houve registro de gastos de campanha pelo PSL estadual nem pelo partido no plano nacional. Consulta feita ao site da Justiça Eleitoral mostra que, na terça-feira, não havia receitas ou despesas na prestação de contas da então candidata do PSL, o que pode configurar esquema de caixa 2.

Veja também:  Em meio à indicação para embaixada, Eduardo diz que "diplomacia sem armas é como música sem instrumentos”

Mulheres ‘laranjas’

Além de Zuleide, o PSL acumula denúncias de mulheres que afirmam terem sido usadas como ‘laranja’ nas eleições do ano passado. Cleuzenir Barbosa, de Governador Valadares, Região Leste de Minas, que hoje vive em Portugal, confirma ter sido pressionada a usar recursos de sua campanha para pagamentos de despesas que não as suas. A ex-candidata afirma que não concordou com o esquema e que foi para o exterior por medo de continuar no Brasil.

“Não houve candidatura laranja no PSL”, diz ministro

Nota enviada pelo ministro do Turismo diz: “reitero que não houve qualquer candidatura laranja no PSL de Minas Gerais e que o partido seguiu rigorosamente o que determina a lei. Já apresentei ao Ministério Público provas de que tudo o que vem me atingido nos últimos dois meses é resultado de uma disputa política local. Sigo confiante no trabalho da Polícia Federal, do Ministério Público e da Justiça, onde as investigações estão em curso e sigo no aguardo da conclusão das investigações confiante de que a verdade prevalecerá”.

Veja também:  Um grito de liberdade e de inclusão pelas lentes de Ale Anselmi

Com informações do Estadão


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum