Carla Zambelli: “pode ter havido pedido de propina? Sim”

A deputada bolsonarista disse ainda que “no dia em que o presidente roubar, eu vou abandonar ele”

A deputada federal bolsonarista Carla Zambelli (PSL-SP) comentou a denúncia sobre o pedido de propina envolvendo o diretor de logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias. Em entrevista à Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, na manhã desta quarta-feira (30), a deputada a firmou: “pode ter havido um pedido de propina? Sim. Mas não será acobertado”.

Zambeli disse ainda que “no dia em que o presidente roubar, eu vou abandonar ele. Agora, se houve propina dentro do governo, isso será investigado e condenado. Não tenho dúvida disso”.

Além disso, ela fez críticas à entrevista coletiva de Onyx Lorenzoni, Ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, logo após a denúncia do deputado Luis Miranda (DEM-DF). A deputada disse achar que “que a atitude de Lorenzoni foi precipitada”.

A deputada disse também: “vocês estão comparando o mensalão com a ‘possível talvez quem sabe’ pedido de propina no Ministério da Saúde. Não tem como comparar Lula com Bolsonaro”.

Para ela, “não houve negligência” do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido). “Na época do mensalão, centenas de deputados recebiam. Centenas de pessoas envolvidas. Milhões de reais envolvidos. A proporção (agora) é completamente diferente”.

Notícias relacionadas

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR