sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Carlos Bolsonaro ataca Mangueira e leva o troco de Freixo: “Esqueceu do apoio de vocês ao Cabral, Pezão e Paes?”

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) respondeu ao ataque feito por Carlos Bolsonaro (PSL) à escola de samba Estação Primeira de Mangueira, campeã do Carnaval do Rio de Janeiro. O filho do presidente mencionou que a agremiação teria envolvimento com tráfico, bicheiros e milícias.

“Rapaz, o presidente da mangueira foi afastado da escola. Ele é investigado por participar dos esquemas do MDB. Eu sempre denunciei, diferente da sua família que sempre apoiou. Esqueceu do apoio de vocês ao Cabral, pezão e Paes? O que tá virado é sua memória”, postou Freixo, em resposta à postagem do filho do presidente.

Antes, aparentemente inconformado com a vitória da Mangueira, Carlos havia declarado: “Dizem que a Mangueira, escola de samba campeã do carnaval e que homenageou Marielle, tem o presidente preso, envolvimento com tráfico, bicheiros e milícias. Esse país está de cabeça pra baixo mesmo”.


Protesto

Leandro Vieira, o carnavalesco da Mangueira, já havia protestado contra Jair Bolsonaro, durante a festa na quadra da escola.

“O país todo tem que entender que isso aqui é importante. É um recado político também para mostrar para o presidente que o Carnaval é isso aqui. O Carnaval é a festa do povo. É cultura popular. Carnaval não é o que ele acha que é”, disse.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.