Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de fevereiro de 2019, 07h11

Carlos Bolsonaro ganha apelido de “Tonho da Lua” entre parlamentares do PSL aliados de Bebianno

Segundo reportagem da revista Época, o apelido é justificado, na avaliação de alguns nomes do PSL, pela incapacidade de Carlos em manter um diálogo linear e por seus rompantes de raiva

Carlos Bolsonaro e Tonho da Lua, o personagem de Marcos Frota em Mulheres de Areia (Reprodução)

Em reportagem na revista Época, em que busca destrinchar o PSL, “o partido do presidente” Jair Bolsonaro, o jornalista Bruno Góes afirma que parlamentares da sigla se referem ao vereador Carlos Bolsonaro (PSC/RJ), o mais polêmico dos três filhos da prole presidencial, como Tonho da Lua – personagem de Marcos Frota na novela Mulheres de Areia, da TV Globo, que aparentava ter deficiência mental.

Segundo a reportagem, o apelido maldoso é justificado, na avaliação de alguns nomes do PSL, pela incapacidade de Carlos em manter um diálogo linear e por seus rompantes de raiva.

Em uma parte da sigla, que ficou descontente com a demissão sumária de Gustavo Bebianno da secretaria-geral da presidência – atribuída pelo próprio ex-ministro a Carlos – já circula uma análise um tanto pessimista a menos de dois meses do início do governo: diante da desajeitada atuação de Bolsonaro no caso Bebianno, discute-se a hipótese de a instabilidade palaciana inviabilizar o futuro do atual governo.

Os aliados de Bebianno, grupo em que se enquadram nomes como Joice Hasselmann e o também deputado Julian Lemos (PSL-PB), têm dito a interlocutores que discordam da forma como a fritura do ex-ministro foi conduzida. Lemos, nome forte da campanha bolsonarista no Nordeste, afirmou a aliados que se surpreendeu com a atitude do presidente e que desconfia ter se enganado sobre sua índole ao ver a forma como agiu com Bebianno. Nesse núcleo, a animosidade em relação aos filhos de Bolsonaro é patente.

Leia a reportagem completa na Época.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum