Fórumcast, o podcast da Fórum
24 de abril de 2019, 18h22

Carlos Bolsonaro volta ao ataque e diz que Mourão é alinhado a Jean Wyllys

“Estranhíssimo seu alinhamento com políticos que detestam o Presidente”, tuitou Carlos, se referindo a uma declaração de Mourão, que defendeu a permanência de Wyllys no Brasil

Foto: Agência Brasil

Nada parece brecar Carlos Bolsonaro em sua “guerra” particular contra o general Hamilton Mourão. O filho do presidente postou em seu Twitter mais um comentário sobre o vice de seu pai, dessa vez, mais improvável do que nunca. Ele sugeriu que Mourão é alinhado a Jean Wyllys, ex-deputado federal do PSOL, que foi obrigado a deixar o Brasil, após ameaças de morte.

“Caiu no colo de Mourão algo que jamais plantou. Estranhíssimo seu alinhamento com políticos que detestam o Presidente. Qualquer um sabe que Jean Willians não saiu do Brasil por perseguição, mas por uma esperta jogada política cultural. Com a palavra, o culto”, tuitou.

Na sequência da mensagem, uma reportagem na qual Mourão afirma que Jean Wyllys não deveria ter saído do Brasil.

Pronunciamento

O filho do presidente se refere a um pronunciamento de Mourão feito no dia 9 de abril, quando o vice-presidente participou de um evento nos Estados Unidos.

“Particularmente acho que ele (Jean Wyllys) deveria ter continuado no país e acreditado na nossa lei, na nossa política, então a gente poderia protegê-lo. Acho que ele deveria ter ficado. É muito triste quando coisas assim acontecem”, declarou Mourão.

Mais tarde, Carlos voltou ao Twitter: Vice contraria Ministros e agenda que elegeu Bolsonaro Presidente. Por Bernardo Kuster: vamos acabar com essa controvérsia e entender qual é a do tal Mourão”, publicou junto a um vídeo ofensivo ao general.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum