Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de fevereiro de 2019, 21h37

Caso dos laranjas do PSL aumenta a pressão e pode derrubar Bebianno

Tensão entre Bolsonaro e Gustavo Bebianno provocou o cancelamento da viagem de ministros ao Pará, com o objetivo de discutir com líderes locais a construção de uma ponte sobre o Rio Amazonas, em Óbidos

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Em mais uma crise envolvendo os integrantes do governo de Jair Bolsonaro, o ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, corre o risco de ser afastado do cargo, por conta do caso das candidaturas laranjas bancadas pelo PSL, de acordo com informações de Igor Gielow, da Folha de S.Paulo.

O próprio Bolsonaro responsabilizou Bebianno pela crise. Ele deseja que seja tomada uma solução o mais rápido possível. Chegou, inclusive, a discutir com o ministro e o fez cancelar agendas, o que aumentou a pressão entre aliados sobre Bebianno.

O caso tomou proporções depois que a imprensa publicou que o PSL, comandado à época por Bebianno, destinou verbas milionárias do Fundo Partidário para candidatas com votações insignificantes a deputado federal, os famosos laranjas.

Cancelamento

Internado em São Paulo, Bolsonaro demonstrou irritação com o caso. Nesta terça (12), a notícia publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo de que Bebianno levaria ministros para “militarizar” a região amazônica desagradou ainda mais Bolsonaro, que determinou o cancelamento da viagem, que ocorreria nesta quarta (13).

Oficialmente, Bebianno divulgou, por intermédio de sua assessoria, que a viagem ao Pará foi suspensa, em função de o presidente ter requisitado a presença de todos os ministros em Brasília no dia de sua volta à capital federal, que deve ocorrer nesta quarta.

Rede Globo

A tensão entre ambos provocou, ainda, o cancelamento de agendas de Bebianno ao longo do dia, principalmente, uma reunião com o vice-presidente de Relações Institucionais da Rede Globo, emissora que é considerada pelo núcleo familiar de Bolsonaro como hostil.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum