Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
05 de fevereiro de 2020, 06h51

Cassada, senadora conhecida como “Moro de saia” usou verba pública para gabinete em janeiro

Selma Arruda, que teve mandato cassado por crimes de caixa 2 e abuso de poder econômico durante a campanha de 2018, esteve na abertura dos trabalhos no Congresso nesta segunda-feira (3)

Selma Arruda em evento com Sergio Moro (Arquivo)

Com mandato cassado, a senadora Selma Arruda (Podemos-SP), juiza aposentada que ficou conhecida como “Moro de Saia”, confessou que usou em janeiro dinheiro público para pagar as despesas de seu gabinete.

Segundo a coluna Painel, na edição desta quarta-feira (5) da Folha de S.Paulo, Selma estava presente nesta segunda-feira (3) em Brasília, na abertura dos trabalhos legislativos.

Ela ressaltou, no entanto, que viajou até a capital federal com o próprio carro, sem gastar verba parlamentar para isso.

Selma foi cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por crimes de caixa 2 e abuso de poder econômico durante a campanha de 2018. Além disso, ela responde a uma reclamação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que pede justamente a cassação de sua aposentadoria.

O questionamento é que Selma usou o cargo para fins políticos. A juíza conseguiu se aposentar em 27 de março de 2018, menos de um mês antes do prazo limite que ela tinha para se filiar a um partido, em 7 de abril.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum