Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de setembro de 2018, 10h12

Censura de Fux às entrevistas de Lula cria mal-estar entre ministros do STF

Dias Toffoli, presidente do STF, passou a manhã de sábado telefonando aos colegas para tentar evitar uma guerra de despachos monocráticos

Toffoli e Fux. Foto: Carlos Humberto/SCO/STF

O Painel, da Folha informa que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, criou um impasse e acirrou ânimos no STF ao impor censura à Folha e cassar decisão de Ricardo Lewandowski que autorizara entrevista de Lula à Folha e ao jornalista Florestan Fernandes Jr.

Dias Toffoli, presidente do STF, passou a manhã de sábado (29) telefonando aos colegas para tentar evitar uma guerra de despachos monocráticos. Um dos juízes classificou o episódio como “um festival de equívocos lamentável”.

Dois ministros alegaram à coluna que Fux não tinha atribuição para decidir o caso. Disseram também que o partido Novo, que pediu o veto à entrevista, não tem legitimidade para apresentar pedido de suspensão de liminar, mas somente a Advocacia-Geral da União e a Procuradoria-Geral da República.

Além disso, o pedido foi endereçado ao presidente do STF. Toffoli não estava em Brasília, mas estava no Brasil. Tinha, portanto, jurisdição para atuar.

Lewandowski teria ficado profundamente irritado com Fux. Ele disse a outros ministros que o colega usurpou competência da presidência do Supremo e adotou expediente teratológico para reverter sua ordem —que não era uma liminar, mas decisão de mérito.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum