sábado, 26 set 2020
Publicidade

Chance de Bolsonaro prejudicar Globo com renovação de concessão é mínima, dizem congressistas

As ameaças do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) de não renovar a concessão da Rede Globo têm chance quase zero de se concretizarem.

De acordo com informações dos próprios congressistas, a possibilidade de avançar no Legislativo qualquer endurecimento às regras para outorga e renovação de rádios e TVs são mínimas.

As informações são da coluna Painel, da Folha, publicadas nesta sexta-feira (27). Deputados e senadores lembram que as principais lideranças de DEM, MDB e PSDB são detentoras de emissoras.

Já não é de hoje que Bolsonaro responsabiliza a mídia por notícias que, segundo ele, tentam desestabilizá-lo. Ele afirma que empresas de comunicação podem ter problemas na renovação de concessões (emissoras de rádio e TV precisam renovar contratos para operar; a da Globo vence durante o mandato de Bolsonaro).

“Tem empresa que vai renovar seu contrato brevemente, eu não vou perseguir ninguém. (Mas) para quem estiver devendo, vai ter dificuldade. Então os órgãos de imprensa jogam pesado para ver se me tiram de combate para facilitar sua vida”, disse ele.

Recentemente, Bolsonaro cortou verbas oficiais para a emissora. As críticas se acirraram depois que a Globo vinculou seu nome ao assassinato da vereadora Marielle Franco. Neste caso, Bolsonaro pôs em xeque a renovação da concessão da TV em 2022.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.