Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de janeiro de 2020, 06h34

Chefe da Secom, Wajngarten priorizou um de seus clientes em verbas publicitárias do Planalto 

A agência de publicidade Artplan se tornou a número 1 em verbas da Secom desde que Wajngarten assumiu, com aumento de receita de 36%

Foto: Reprodução/Roda Viva

A agência de publicidade Artplan, um dos clientes de Fabio Wajngarten, chefe da Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República) passou na gestão dele a ser a principal fonte de verbas distribuídas pela pasta. No primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro, a agência teve um aumento de 36% em sua receita, comparado com o mesmo período do ano anterior.

De acordo com reportagem da Folha de S. Paulo, sob o comando de Wajngarten, a agência recebeu da Secom R$ 70 milhões entre 12 de abril e 31 de dezembro de 2019. Em 2018, o valor foi de R$ 51,5 milhões. Até a posse do atual chefe da secretaria, a agência contemplada com a verba de propaganda era a Calia Y2. No mesmo período, ela obteve R$ 57,1 milhões, quase 40% menos que em 2018, quando recebeu R$ 92,6 milhões do governo de Michel Temer (MDB).

Wajngarten assumiu o comando da Secom em abril de 2019. A partir daí, passou a ser o principal sócio da FW Comunicação e Marketing, da qual a Artplan é cliente. A empresa também recebe dinheiro de emissoras de TV, como Record e Band, e de agências de publicidade contratadas pela própria secretaria, ministérios e estatais do governo Jair Bolsonaro.

Como secretário, Wajngarten assinou em agosto do ano passado um aumento de R$ 127 milhões e prorrogou o contrato da Artplan com a Secom. Alguns de seus trabalhos na gestão de Bolsonaro foram peças pela reforma da Previdência e as do pacote anticrime, bandeira do ministro da Justiça, Sergio Moro.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum