O que o brasileiro pensa?
19 de junho de 2020, 21h29

Chico Buarque é um dos signatários da carta contra Weintraub no Banco Mundial

Documento encaminhado ao Banco Mundial desaconselhando a nomeação de Weintraub na entidade conta com mais de 200 assinaturas de empresários, políticos, economistas, ex-ministros e intelectuais

Reprodução

O cantor e compositor Chico Buarque, que faz aniversário nesta sexta-feira (19), é um dos signatários da carta enviada ao Banco Mundial desaconselhando a nomeação do ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, para uma das diretorias da entidade.

O documento é assinado por economistas, empresários, políticos, ex-ministros, artistas e intelectuais, e já conta com mais de 250 assinaturas, que incluem ainda as de 15 entidades da sociedade civil.

Weintraub foi indicado para assumir um cargo no Banco Mundial após deixar a chefia do Ministério da Educação. O anúncio foi feito por meio de vídeo, divulgado nesta quinta-feira (18), ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

“Enviamos esta carta para desaconselhar fortemente a indicação do Sr. Weintraub para este importante cargo e informá-lo sobre os possíveis danos irreparáveis que ele causaria à posição do seu país no Banco Mundial. Estamos convencidos de que o Sr. Abraham Weintraub não possui as qualificações éticas, profissionais e morais mínimas para ocupar o assento da 15ª Diretoria Executiva do Banco Mundial”, diz o documento.

“Desde que assumiu o cargo, Weintraub sempre respondeu com desprezo, sarcasmo e agressividade a críticas ou mesmo recomendações de cidadãos comuns, jornalistas, legisladores e até juízes da Suprema Corte”, continuam os signatários, citando o vídeo da reunião de 22 de abril em que Weintraub chamou ministros do Supremo Tribunal de “vagabundos”.

Além do próprio Banco Mundial, a carta será enviada aos embaixadores da Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, Panamá, Filipinas, Suriname e Trinidad e Tobago, responsáveis por aprovar – ou não – a indicação do ex-ministro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum