quarta-feira, 28 out 2020
Publicidade

Chico Rodrigues declarou ter três imóveis no DF, mas mora em apartamento funcional

O senador pilhado com dinheiro nas nádegas declarou, quando eleito, possuir mansão e dois flats em Brasília

O senador afastado Chico Rodrigues (DEM-RR), pilhado pela PF (Polícia Federal) com dinheiro nas nádegas, nesta quarta-feira (14), declarou patrimônio de R$ 1.999.315,15 na campanha de 2018. Entre os bens, estava uma casa na QI 25 do Lago Sul, bairro nobre do Distrito Federal, que já foi vendida e dois flats no Hotel Metropolitan, no Setor Hoteleiro Norte, área central de Brasília.

Mesmo assim, quando foi eleito senador, Chico Rodrigues pediu e recebeu um apartamento funcional (mantido pelos cofres públicos) em quadra também valorizada do DF.

A legislação não proíbe o recebimento do benefício para parlamentares com imóvel no Distrito Federal.

Segundo o Ato da Mesa nº 24, “os senadores, durante o período do mandato, fazem jus a um apartamento funcional, cuja entrega estará condicionada à disponibilidade de imóveis por parte do Senado, bem como à prévia assinatura de termo de ocupação de imóvel”, diz o Ato da Mesa nº 24/1992.

Com informações do Metrópoles

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.