sábado, 19 set 2020
Publicidade

Ciro Gomes diz que teria vencido Bolsonaro no lugar de Haddad

O ex-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT-CE) afirmou, em entrevista à BBC publicada nesta sexta-feira (13), que teria vencido as eleições se tivesse ido para o segundo turno em 2018 contra Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e que o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT-SP) é uma fraude.

“O Haddad tinha perdido a eleição já de véspera porque vamos lembrar que o Haddad é uma fraude. Ou a gente vai esquecer? O Haddad é uma fraude cuja origem eu denunciei ancestralmente, porque foi transformado num vice, convidou a Manuela para ser um terceiro não sei de quê de uma candidatura do Lula. Toda burocracia do PT sabia, como todas as pedras no caminho sabiam, menos o nosso povo mais simples, que o Lula não podia ser candidato por uma lei que ele próprio colocou em vigor, a lei da ficha limpa.”

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Ciro disse ainda que, por ir toda semana do primeiro turno à Curitiba, Haddad seria um presidente por procuração. “Aquilo estava perdido (o segundo turno). Como eu ficava? Ficava aqui e a imprensa me perguntando todo dia por que eu não ia para o palanque e eu ia ter que dizer ou eu, para não atrapalhar, saía. Optei por sair. Eu sou livre. O que eu estou devendo para essa gente? Nada. Me esfolei de trabalhar, lutei, cansei de dizer para todo mundo o que as pesquisas diziam: eu, Ciro Gomes, ganharia as eleições do Bolsonaro no segundo turno”, afirmou.

Para encerrar o assunto, Ciro disse: “Por que não se cogita o inverso? Por que o PT nem de longe, nem remotamente, cogitou retirar a candidatura? Se quer me criticar, por que que não inverte? Ele perdia em todas as simulações e eu ganhava em todas as simulações”.

 

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.