Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
05 de julho de 2018, 09h43

Ciro Gomes é vaiado em evento de empresários e responde com ironia e bom humor

"Se quiserem um presidente fraco escolham um desses com conversa fiada aqui pra vocês", retrucou o ex-ministro da Integração Nacional

Foto: Reprodução /CNI

O pré-candidato do PDT à presidência da República, Ciro Gomes, reagiu com bom humor à vaia que ouviu em evento de empresários da Confederação Nacional da Indústria. O painel com presidenciáveis foi realizado nesta quarta-feira (4) em São Paulo. Ao discorrer sobre a Reforma Trabalhista, Ciro disse que iria reunir patrões e empregados para revisar a legislação aprovada pelo governo de Michel Temer.

“Meu compromisso com as centrais sindicais é trazer essa bola de volta ao meio de campo”, afirmou.

Parte da plateia de industriais ficou incomodada com a proposta do ex-governador do Ceará e rebateu com vaias. Ele parou por alguns segundos e com um sorriso de canto de boca, respondeu:

“Pois é, vai ser assim mesmo. Se quiserem um presidente fraco escolham um desses com conversa fiada aqui pra vocês”, retrucou o ex-ministro da Integração Nacional do Governo Lula.

Ele prometeu rediscutir pontos da Reforma Trabalhista que definiu como “selvageria”: o trabalho intermitente e o de mulheres grávidas em locais insalubres. Na saída do evento, Ciro disse que as vaias não o incomodaram. “Fui vaiado por uma pequena fração. Não estou nem um pouco preocupado com o fato de receber agressão por defender trabalhador. Meu lado é da classe trabalhadora. Só acho que a melhor forma de prestigiar a classe trabalhadora é prestigiar quem produz junto com eles.

Participaram do “Diálogos da Indústria com os candidatos à Presidência da República”, os pré-candidatos Geraldo Alckmin (PSDB), Marina SIlva (Rede), Jair Bolsonaro (PSL), Henrique Meirelles (MDB), e Álvaro Dias (Podemos).

Assista à sabatina de Ciro Gomes na CNI


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum