Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de junho de 2018, 08h37

Ciro Gomes sofre ataques em dia ruim de campanha

Pré-candidato foi vaiado em encontro de prefeitos em Minas Gerais

Ciro Gomes. Foto: Murilo Silva/CAPOL

Em um dia ruim de campanha, o pré-candidato do PDT à presidência da República, Ciro Gomes, foi vaiado em um Congresso de Prefeitos de Minas Gerais nesta terça-feira. Ciro discordou do modelo do encontro com presidenciáveis. Foram apenas três minutos para cada resposta. Ele pretendia fazer uma explanação mais longa sobre as soluções que defendia para a economia brasileira quando foi interrompido pelo mediador.

Ao ser oferecido tempo para as considerações finais, o ministro disse apenas: “Obrigado a todos” e saiu sob uma chuva de vaias dos espectadores do encontro.

“Prostituto de partido”

Ciro também sofreu ataque do vice-líder do DEM na Câmara dos Deputados, Sóstenes Cavalcanti. Ele reagiu a declaração do ex-governador do Ceará na Jovem Pan que chamou o vereador do DEM, Fernando Holiday, de “capitãozinho do mato. Ao rebater a acusação, o deputado disse que o pré-candidato do PDT é um “prostituto de partido” e citou todas as siglas pelas quais passou.

Sóstenes descartou a possibilidade de aliança com o DEM na corrida eleitoral, hipótese ventilada nos últimos dias. Segundo o deputado, apenas três deputados “querem caminhar com Ciro”.

Pré-candidato admite possibilidade de aliança com o DEM

Na entrevista que concedeu à rádio Jovem Pan, Ciro admitiu sentar à mesa com o DEM para a costura de uma aliança ainda no primeiro turno.

“Sim, eu admitiria o entendimento com o Democratas, com o PP, com o Solidariedade, sabendo que há diferenças importantes sob o ponto de vista programático e que nós precisamos esmerilhar antes do tempo para não apresentar um mostrengo que não seja praticável no dia seguinte”, disse o ex-ministro da Integração Nacional.

Ao citar as diferenças com o partido, lembrou do vereador Holiday, definindo o vereador como “capitãozinho do mato”. “Pior coisa que tem é um negro que é usado pelo preconceito para estigmatizar, que é o capitão do mato”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum