Ciro nega que Datena será seu vice, mas diz que é fã do apresentador

Ex-governador cearense e pré-candidato à Presidência afirmou que os elogios ao potencial político do jornalista da Band talvez tenham criado confusão e gerado notícia, que segundo ele não é verdadeira

O ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes (PDT), pré-candidato à Presidência da República, negou nesta terça-feira (4) que o apresentador José Luiz Datena seja o vice de sua chapa na eleição de 2022. A informação foi passada durante uma entrevista à Radio Comercial de Presidente Prudente, que transmite a partir do interior de SP.

“Datena e eu somos bons amigos, eu sou fã dele como comunicador popular importante, e tenho dito a ele desde muito tempo que ele tem vocação política, e talvez isso tenha gerado essa confusão”, disse Ciro aos locutores que o entrevistavam, negando qualquer acordo para composição de chapa com o jornalista.

O próprio Datena já havia desmentido a informação de que seria o vice de Ciro Gomes. Durante a apresentação de seu programa policialesco Brasil Urgente, na Band, o ele esclareceu que na verdade tem a intenção de disputar a Presidência pela legenda à qual se filiou recentemente, embora tenha confessado que se sentiu lisonjeado ao ver seu nome associado ao do ex-ministro pedetista.

“Queria avisar que sou candidato à presidência da República pelo PSL. Esse é o detalhe. Muito me honra receber convite para ser vice, mas sou candidato a Presidente da República”, disse, que aproveitou ainda para atacar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e rechaçar definitivamente qualquer hipótese de aliança para o próximo ano com o atual mandatário.

“É difícil encontrar alguma identificação direta com o Bolsonaro, que fica toda hora dizendo que não vai ter eleição. Como é que você pode ser vice de alguém que diz que não vai ter eleição?”, completou.

Notícias relacionadas

Avatar de Henrique Rodrigues

Henrique Rodrigues

Jornalista e professor de Literatura Brasileira.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR