Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de julho de 2019, 09h42

CNJ arquiva ação contra Gabriela Hardt por homologar repasse de R$ 2,5 bi para a “Fundação Dallagnol”

Os R$ 2,5 bi do acordo da Petrobras seguem sem destino e estão bloqueados por determinação do STF. No Ministério da Justiça, Sergio Moro tentou convencer a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, e Jair Bolsonaro a destinarem os recursos a pasta

Gabriela Hardt e Sergio Moro (Montagem/Reprodução Youtube/Agência Brasil)

O corregedor Nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, arquivou uma ação contra a juíza Gabriela Hardt, que substituiu temporariamente Sergio Moro Na 13ª Vara Federal do Paraná, por homologar acordo para que procuradores da Lava Jato criassem uma “fundação” para gerenciar cerca de R$ 2,5 bilhões da multa paga pela Petrobrás nos Estados Unidos.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Segundo informações do portal Jota no Twitter, Humberto Martins disse que é o caso uma questão jurisdicional e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) não pode atuar.

Os R$ 2,5 bi do acordo da Petrobras seguem sem destino e estão bloqueados por determinação do STF.

No Ministério da Justiça, Sergio Moro tentou convencer a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, e Jair Bolsonaro a destinarem os recursos a pasta.

Dodge, no entanto, preferiu recomendar que o montante, de cerca de R$ 2,5 bilhões, fosse destinado à educação. Bolsonaro concordou com a ideia.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags