Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de outubro de 2018, 13h59

CNJ dá 15 dias para Moro se explicar sobre quebra de sigilo de delação de Palocci

Quebra de sigilo às vésperas da eleição teve motivação política, segundo deputados do PT. Após receber as informações, Corregedor vai decidir sobre o pedido de liminar de afastamento do juiz.

Foto: Lula Marques/Agência PT

A Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ) deu um prazo de 15 dias para o juiz federal Sérgio Moro apresente explicações sobre os motivos que o levaram a levantar o sigilo da delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci às vésperas das eleições.

A decisão é do corregedor do CNJ, ministro Humberto Martins, que analisa ação movida pelos deputados federais do PT Paulo Pimental (RS), Wadih Damous (RS) e Paulo Teixeira (SP). Os petistas afirmam que houve uma tentativa de interferir nas eleições. Segundo eles, Moro “disponibilizou conteúdo de uma delação sem provas poucos dias antes do pleito, com direcionamento partidário explícito”.

Após receber as informações de Moro, o corregedor vai decidir sobre o pedido de liminar de afastamento do juiz. As informações são do portal Jota.

Em nota, o PT afirma que Moro é o responsável por mais uma interferência arbitrária e ilegal no processo de eleições, ao dar publicidade às mentiras de Antônio Palocci, que não tem credibilidade nem moral para falar sobre o PT. “O nome disso é negócio; negócio político, nada a ver com a busca da verdade nem com o devido processo legal”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum