Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
04 de dezembro de 2019, 19h40

Com apoio da oposição, Câmara aprova urgência na votação do pacote anticrime

“Vamos derrotar a licença para matar, romper com a política de encarceramento em massa”, declarou Orlando Silva, ao votar favorável à urgência do projeto

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O texto final do pacote anticrime apresentado pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, e modificado por Grupo de Trabalho da Câmara, pode ser votado ainda nesta quarta-feira (4). Por 359 votos a favor e 9 contra, foi aprovada a urgência do projeto no início desta noite.

Os pontos mais polêmicos retirados por Moro foram retirados pelo GT, que construiu um novo texto por consenso. Tais modificações fizeram partidos de oposição como PT, PCdoB, PSB e Rede aderirem à urgência na apreciação do texto. O PSOL foi o único a se opor ao encaminhamento.

Ao anunciar a adesão do PCdoB, o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) anunciou que nesta noite a oposição ia derrotar Moro e acabar com os planos de aprovar o excludente de ilicitude. “Vamos derrotar a licença para matar, romper com a política de encarceramento em massa”, declarou.

O tema não está previsto no texto formulado pelo GT, mas pode ser apresentado como emenda pela Bancada da Bala. No acordo feito entre líderes partidários, o ponto não voltaria ao projeto.

A deputada Áurea Carolina (PSOL-MG) criticou o encaminhamento aprovado. “Para nós, esse PL não é uma urgência. Urgente é propor medidas contra o desemprego e o avanço do empobrecimento da população brasileira”, tuitou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum