Fórumcast, o podcast da Fórum
18 de agosto de 2019, 12h31

Com desgaste de Bolsonaro, rede bolsonarista alavanca tag #SomosTodosMichelle

A ação orquestrada por perfis bolsonaristas e robôs do Twitter acontece após vir à tona a notícia de que a avó, o tio e até mesmo a mãe de Michelle Bolsonaro têm problemas com a Justiça

Reprodução/Twitter

Como de costume, a rede bolsonarista no Twitter e no WhatsApp, composta por apoiadores do presidente e também por perfis fake controlados por robôs, sempre encampa ações orquestradas quando o governo sofre algum tipo de revés ou quando a imagem do presidente é desgastada. Neste domingo (18) não foi diferente.

Depois de uma semana de intenso desgaste de Bolsonaro, tanto no âmbito nacional quanto internacional, por conta de sua política ambiental e suas declarações escatológicas, as milícias virtuais alavancaram a hashtag #SomosTodosMichelle em defesa da primeira-dama Michelle Bolsonaro, que entrou em evidência também esta semana por conta dos problemas que sua família têm com a Justiça.

De acordo com reportagem da Veja, além da avó que foi presa por tráfico e da mãe que foi indiciada por falsidade ideológica, o tio “preferido” de Michelle , sargento aposentado da Polícia Militar de Brasília, foi preso em maio deste ano acusado de integrar uma milícia na favela onde mora com a avó da primeira-dama. Ele foi um dos poucos familiares que compareceram à posse de Bolsonaro.

A tag chegou ao topo dos assuntos mais comentados do Twitter com postagens que vão desde elogios à primeira-dama até ataques a Lula ou ao PT. Para os bolsonaristas, a imprensa, por supostamente não ter encontrado ilegalidades envolvendo Bolsonaro, resolveu vasculhar a vida da família de Michelle.

Vale lembrar que a primeira-dama recebeu em sua conta corrente um depósito de R$24 mil do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, o motorista Fabrício Queiroz, investigado por movimentações financeiras atípicas no período em que trabalhou no gabinete do filho do presidente. Queiroz segue desaparecido e a verdade sobre o depósito à Michelle ainda é nebulosa.

Em tempo, a ação virtual da milícia bolsonarista, que é a mesma que encampa a defesa enfática da operação Lava Jato nas redes sosciais, acontece no mesmo dia em que o The Intercept Brasil e a Folha de S. Paulo revelaram que Dallagnol e o núcleo da Lava Jato obtiveram, de maneira ilegal – sem autorização judicial – dados fiscais, junto a um auditor da Receita Federal, de pessoas próximas àqueles que queriam investigar, sem indícios de ilegalidades.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum