Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de fevereiro de 2020, 20h54

Com direito a “Power Point”, Freixo explica relações da família Bolsonaro com milicianos

O deputado federal fez uma retrospectiva sobre o elo de Nóbrega e o clã Bolsonaro no plenário da Câmara

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) fez uma sequência de publicações nesta terça-feira (11) comentando sobre a proximidade do clã Bolsonaro com o miliciano Adriano da Nóbrega, morto no último domingo.

“As relações da família do presidente da República Jair Bolsonaro com Adriano da Nóbrega e as milícias têm que ser investigadas. Parentes de Adriano eram assessores fantasmas de Flávio e participaram da rachadinha. O próprio miliciano recebeu grana do esquema. É gravíssimo”, publicou o parlamentar em seu Twitter.

Na mesma mensagem, o deputado postou um diagrama inspirado no PowerPoint usado pelo procurador Deltan Dallagnol para incriminar o ex-presidente Lula.

Reprodução/Twitter/ Marcelo Freixo

O deputado ainda usou o plenário da Câmara dos Deputados para questionar tal ligação. Ele fez uma retrospectiva das homenagens feitas pela família ao miliciano e ainda citou uma frase dita por Flávio Bolsonaro na ocasião da criação CPI da Milícias na Alerj, em 2008. O filho do presidente dizia não acreditar que todas as milícias agiam movidas por lucro ou promoviam o terror.

“Me digam um lugar em que milícia não tem lucro e não opera com terror. Me apontem um único lugar. [Flávio] defendeu abertamente as milícias, assim como o deputado Jair Bolsonaro defendeu a legalização das milícias aqui no plenário, abertamente. Percebam, senhores, como a gente tem um longo histórico dessa família relacionado à ação das milícias, ao crime organizado”, declarou Freixo, que presidiu a CPI.

“Ao lado do tráfico, a milícia opera o terror sobre a vida dos mais pobres. Milícia é máfia, tem projeto de poder, domina a vida das pessoas e domina a economia dos lugares”, completou. “

Freixo ainda afirmou, pelo Twitter, que vai pedir a cassação do senador Flávio Bolsonaro pela relação com as milícias.

Assista à declaração de Freixo na íntegra:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum