Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de agosto de 2019, 20h33

Com medo de Lei de Abuso de Autoridade, promotor que difamou Lula recua em ação ilegal

O mesmo promotor foi condenado duas vezes por difamar o ex-presidente Lula nas redes sociais; agora, com medo da Lei de Abuso de Autoridade, recua em ação que envolve, indiretamente, o petista

O promotor Cassio Conserino (Reprodução/Facebook)

O promotor Cássio Conserino, condenado por ataques a Lula, suspendeu uma ação movida por ele contra Rosemary Noronha, definida como “amiga de Lula” pela Revista Veja, devido à aprovação da Lei de Abuso de Autoridade no Congresso Nacional, que pune quem der início a uma ação sem motivo explícito ou sabendo que o alvo é inocente.

Rosemary Noronha era investigada por Conserino por supostamente ter recebido vantagens na compra de um duplex da Bancoop, a empresa envolvida no caso do triplex do Guarujá, que fez o ex-juiz federal Sergio Moro condenar o ex-presidente Lula.

O promotor alega que é melhor ter “cautela” e “evitar dissabores” pelo menos “até que a normalidade jurídica seja restabelecida, com o veto integral, parcial ou reconhecimento de sua inconstitucionalidade”, referindo-se à aprovação da Lei de Abuso de Autoridade no Legislativo.

Conserino foi condenado duas vezes por difamar o ex-presidente Lula nas redes sociais. A última decisão veio em março, e ele teve de pagar R$ 60 mil de indenização por chamar o ex-presidente Lula de “encantador de burros”. Ele já havia sido condenado anteriormente a pagar multa de R$ 20 mil.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum