Com Skaf e Regina Duarte, Bolsonaro lança pedra fundamental de colégio militar de SP

Bolsonaro ainda ouviu a leitura do decreto canônico por bispo instituindo o padre José de Anchieta como padroeiro do colégio. Com a atriz e o filho, Eduardo, o presidente vai almoçar com empresários da Fiesp, que bancaram o projeto da escola

Com a recém-nomeada secretária de Cultura, Regina Duarte, a tiracolo e na companhia de Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), que vai arcar com o gasto do projeto, Jair Bolsonaro inaugurou na manhã desta segunda-feira (3) a pedra fundamental do Colégio Militar de São Paulo, no aeroporto Campo de Marte.

Na cerimônia, transmitida em live pelo Facebook, Bolsonaro fez questão de aparecer na chuva durante a benção conduzida pelo bispo auxiliar de Santana, Jorge Pierozan, e o anúncio do decreto canônico que institui o Padre José de Anchieta como padroeiro do colégio militar de São Paulo.

Estiveram presentes na cerimônia, além da cúpula militar paulista, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o deputado estadual Gil Diniz (PSL-SP), o “Carteiro Reaça”.

Logo mais, Bolsonaro deve enfrentar protestos de sindicalistas em frente à Fiesp, onde foi convidado para participar de um almoço com 200 empresários.

Com a associação rachada, empresários da ala de Skaf, que apoia Bolsonaro, queriam a presença dos filhos e de Regina Duarte no evento.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR