Com voto de Barroso, TSE autoriza assinatura eletrônica para formação de partidos políticos

O presidente Jair Bolsonaro era um dos interessados na medida para poder concretizar a formação do seu própria partido, Aliança Pelo Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou por 4 votos a 3 a utilização de assinaturas eletrônicas para a criação de partidos políticos. A decisão tomada nesta terça-feira (3) e ajuda os planos do presidente Jair Bolsonaro de criar a sua própria legenda, Aliança Pelo Brasil.

Apesar de o Ministério Público ter se colocado contra essa questão, por ir na contramão dos esforços do TSE em fazer identificação por biometria e em desestimular a criação de novas legendas, a maioria do tribunal respondeu “sim” ao questionamento feito pelo deputado federal Jerônimo Goergen (Progressistas-RS) sobre certificação digital.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

A pergunta do parlamentar era a seguinte: “Seria aceita a assinatura eletrônica legalmente válida dos eleitores que apoiem dessa forma a criação de partidos políticos nas listas e/ou fichas expedidas pela Justiça Eleitoral?”. Tal questionamento foi feito em 2018, quanto o MBL, que Goergen  faz parte, pensava em se lançar como partido.

O 4 a 3 não garante a vigência imediata da nova determinação. A maioria entendeu que o TSE precisa ainda estabelecer regras para a questão. O ministro Luis Roberto Barroso, do STF, foi quem deu o voto que garantiu a maioria pró-Bolsonaro.

O presidente corre contra o tempo porque, se quiser ver o APB disputando as eleições municipais de 2020, precisa do registro até março do ano que vem.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR