#Fórumcast, o podcast da Fórum
05 de julho de 2019, 12h36

Comissão da reforma da previdência garante isenção de R$ 80 bilhões para ruralistas

Após rejeitar aliviar regras de aposentadoria para professores e policiais, comissão especial da reforma da Previdência aprovou isenção fiscal para o agronegócio

Foto: Lula Marques/PT na Câmara

Após rejeitar inúmeros destaques que buscavam beneficiar categorias trabalhistas, como policiais e professores, a comissão especial da reforma da Previdência aprovou mudança no texto que beneficia o agronegócio com isenção sobre produção agrícola exportada.

O texto base da reforma da Previdência retirava o benefício vigente que isenta a exportação da produção rural de contribuições tributárias. Com a resistência da bancada ruralista, um destaque, por 23 a 19, derrubou a mudança e manteve o privilégio.

Deputados de oposição criticaram a medida. Alessandro Molon (PSB-RJ) disse ser contraditório a base do governo defender um ajuste fiscal e, ao mesmo tempo, apoiar uma medida que reduz a arrecadação. “É uma tentativa de perdão fiscal para os de cima depois de impor tanto sofrimento para os de baixo”, disse.

Esse destaque foi aprovado após a rejeição de mais de 100, como os que buscavam aliviar regras para professores e agentes de segurança pública. A derrota dos destaques gerou revolta e policiais acusaram Bolsonaro e o PSL de traição.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum