Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
05 de abril de 2019, 09h00

Condepe encaminha à Ouvidoria caso de PM que agrediu estudantes em Guarulhos

“Reivindicações dos estudantes e questões educacionais não podem ser tratadas como caso de polícia”, afirmou o advogado Ariel de Castro Alves, do Conselho Estadual de Direitos Humanos

Policial empurra estudante com arma em escola pública de Guarulhos (Reprodução)

O advogado e conselheiro do Conselho Estadual de Direitos Humanos (Condepe), Ariel de Castro Alves, informa através de nota, nesta sexta-feira (5), que a Ouvidoria de Polícia do Estado de São Paulo já encaminhou para a Corregedoria da PM as imagens de agressões cometidas por policiais contra estudantes na Escola Estadual Frederico Brotero, em Guarulhos.

Ao receber nesta quinta-feira as imagens, Ariel encaminhou ao Ouvidor de Polícia Benedito Mariano, que já informou que as imagens estão sendo analisadas pela Corregedoria Geral da PM. “Os policiais militares podem respondem pelo crime de abuso de autoridade, previsto na lei 4898 de 1965” afirmou.

Ariel disse ainda que “os PMs também podem ser punidos pelo crime de submeter crianças e adolescentes a constrangimento, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente. Reivindicações dos estudantes e questões educacionais não podem ser tratadas como caso de polícia”, encerrou.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um policial armada totalmente descontrolado dentro da escola estadual Frederico de Barros Brotero, localizada na Vila Progresso, em Guarulhos, na grande São Paulo.

Leia também: Três menores são detidos após ato em que PM empurrou aluna da escola com arma em Guarulhos

Usando uma arma de cano longo, parecido com uma espingarda calibre 12, o policial empurra uma aluna da escola, que participava de uma manifestação. O caso aconteceu nesta quinta-feira (4).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum