O que o brasileiro pensa?
02 de julho de 2020, 13h46

Congresso vai ao STF contra criação de subsidiárias da Petrobras para venda de ativos

Deputados e senadores querem que a venda de subsidiárias seja submetida a decisão legislativa, não apenas aos diretores da empresa

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Câmara dos Deputados e o Senado Federal foram ao Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir que a Corte impeça o governo de Jair Bolsonaro de criar subsidiárias da Petrobras com o intuito de privatizá-las e vender seus ativos.

O presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobrás, senador Jean Paul Prates (PT-RN), apresentou um ofício na segunda-feira (29) ao presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), com argumentos sobre a omissão do legislativo em relação aos ativos da Petrobrás.

De acordo com ele, há uma estratégia em curso na estatal que visa suprimir a participação do legislativo, o que, de acordo com ele, pode levar “ao esvaziamento completo do patrimônio desse ente da administração pública indireta”.

“A chamada ‘Sistemática de Desinvestimento’ está, segundo a direção atual da Petrobras, enquadrada no regime especial de desinvestimento de ativos pelas sociedades de economia mista federais, previsto no Decreto nº 9.188/2017 e à Lei 13.303/16 (Lei das Estatais). Por essa sistemática, a empresa converteria ativos em subsidiárias visando sua posterior alienação. Segundo entendimento defendido publicamente pela empresa, a alienação dessas subsidiárias dispensaria processo licitatório. Seria evadido ainda o exame do Poder Legislativo sobre a conveniência da medida ao interesse público”, argumentou no ofício.

Deputados e senadores pedem que o STF se posicione contra a “criação artificial de subsidiárias”, pois tal medida configuraria em “desvio de finalidade”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum