O que o brasileiro pensa?
02 de agosto de 2020, 06h41

Conselheiro do BNDES ganha contratos da estatal para planejar privatizações no governo Bolsonaro

Apesar do possível conflito de interesses, o caso nunca foi analisado pelo Comitê de Ética do banco. Contratos foram avaliados em quase R$ 10 milhões

(Agência Brasil/Arquivo)

A empresa G5 Partners Consultoria e Participações venceu uma licitação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), anunciada em dezembro de 2019, para planejar privatizações no governo Bolsonaro. A empresa tinha como um de seus sócios Marcelo Serfaty, presidente do Conselho de Administração do banco público.

Ao todo, a G5 ganhou três contratos do BNDES, que totalizam R$ 9,7 milhões. Segundo reportagem de Patrik Camporez, no jornal Estado de S.Paulo, Serfaty foi sócio da empresa até 31 de outubro de 2019. Em menos de um mês, no dia 20 de novembro, ele assumiu a vaga de conselheiro no banco público.

Documentos obtidos pelo jornal mostram que a área de integridade, controladoria e gestão de riscos do banco alertou sobre o possível conflito de interesses e pediu que o vínculo de Serfaty com a G5 fosse analisado pelo Comitê de Ética da instituição, o que não ocorreu.

O banco enviou o caso para análise da Controladoria Geral da União (CGU), que ainda não se posicionou. 

A empresa ligada a Serfaty foi contratada para dar consultoria na privatização dos aeroportos de Guarulhos, Galeão, Brasília e Confins, assim como da Casa da Moeda, Ceagesp e Ceasa Minas. Serfaty afirmou ao jornal que não tinha conhecimento disso porque era “um sócio irrelevante”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum