Conselho de Ética arquiva ação contra Eduardo Bolsonaro por ataques a Joice Hasselmann nas redes

Em uma das postagens, filho do presidente compartilhou montagem do rosto da deputada em uma nota falsa de R$ 3

Por 12 votos a 3, o Conselho de Ética da Câmara decidiu, nesta quarta-feira (24), arquivar um processo contra o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) por ataques à deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) nas redes sociais, em 2019.

O relator do caso, deputado Eduardo Costa (PTB-BA), afirmou em relatório que a autoria das postagens não poderia ser atribuída ao filho do presidente Jair Bolsonaro.

“Uma outra questão que também é importante é que muitas acusações que vieram foram associadas ao nome do deputado Eduardo Bolsonaro e na verdade foram postagens que não eram feitas pelo deputado”, afirmou Costa. “Então nós não podemos acusá-lo de tudo que está sendo colocado aqui neste processo”, completou.

Em uma das postagens, Eduardo compartilhou uma montagem do rosto de Joice em uma nota falsa de R$ 3. O deputado também foi acusado de lançar a campanha #DeixeDeSeguirAPepa, em que comparava a ex-líder do governo no Congresso à personagem de desenho Peppa Pig. As informações são da Folha de S.Paulo.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.