quinta-feira, 24 set 2020
Publicidade

Conselho do Ministério Público deve investigar Deltan Dallagnol

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) deverá nvestigar o procurador Deltan Dallagnol e outros membros do MPF que participaram de conversas vazadas pelo The Intercept Brasil. Nesta segunda-feira (10), quatro conselheiros protocolaram um pedido formal junto ao CNMP.

“Em primeiro lugar, precisamos verificar se o conteúdo [das mensagens divulgadas] é verdadeiro. Caso isso se confirme, o CNMP não pode deixar de examinar o assunto”, disse o conselheiro Luiz Fernando Bandeira de Mello à Folha de S. Paulo.

No conteúdo divulgado, Dallagnol aparece trocando informações com o ex-juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em Curitiba, e deflagrando uma cooperação entre a parte acusatória e a parte julgadora, o que é vedado pela Constituição Brasileira. Tanto Moro quanto o MPF negaram ilicitude, mas não desmentiram o conteúdo.

Além de Dellagnol, outros procuradores aparecem buscando soluções para impedir entrevista de Lula à Folha, por temerem vitória eleitoral de Fernando Haddad nas eleições de 2018.

Além de Bandeira de Mello, assinam a petição para que o CNMP abra uma investigação sobre o conteúdo dos vazamentos os conselheiros Gustavo Rocha, Ercik Venâncio Lima do Nascimento e Leonardo Accioly da Silva. A corregedoria do órgão deve se manifestar ainda nesta segunda-feira (10).

Confira, abaixo, a íntegra do documento.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.