segunda-feira, 21 set 2020
Publicidade

Consórcio que ganhou concessão do Pacaembu tem parentes e relações com Kassab

Uma das promessas do atual governador de São Paulo, João Doria (PSDB), quando assumiu a prefeitura da capital paulista, foi a de privatizar o estádio do Pacaembu. A concessão só foi assinada na gestão de seu sucessor, o também tucano Bruno Covas. Dentre os sócios de uma das empresas que fazem parte do consórcio que venceram a licitação está Reinaldo Carneiro Bastos, casado com uma sobrinha de Gilberto Kassab. O ex-prefeito foi secretário de João Doria no governo estadual.

Todas essas relações chamam atenção quando se observa as ligações das empresas que passarão a gerir o principal complexo esportivo da capital paulista. O jornalista Demétrio Vechchioli, do UOL, fez um levantamento que mostra que os parentes e pessoas próximas a Kassab fizeram uma série de fusões de empresas e trocas em seus comandos.

Umas das empresas de Carneiros Bastos que valia R$ 1,2 milhões ampliou seu capital para R$ 600 milhões em apenas 11 dias. O empresário também é sócio junto com a sua esposa, Cláudia Kassab, sobrinha do ex-prefeito, em uma firma que tem atividades que vão de serviços de engenharia a corretagem de planos de saúde.

Cláudia também é sócia da transportadora da família em que o principal sócio é tio Gilberto Kassab.

O contrato de concessão do Pacaembu, calculado pela prefeitura em R$ 752 milhões, foi assinado há um mês. Saiba mais sobre a licitação aqui.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.