Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de julho de 2018, 09h50

Coronel da PM do Maranhão é acusado de espionagem contra governo de Flávio Dino

Candidato a deputado em 2014, Heron Santos teria agido com ajuda de mais três militares sem autorização do comando policial do estado

(Foto: Gilson Teixeira)

A Polícia Militar do Maranhão, por intermédio de uma sindicância sigilosa, indicou quatro responsáveis pela determinação de espionagem de opositores do governador Flávio Dino (PCdoB), inclusive um coronel que foi filiado a seu partido. Contudo, a sindicância poupou o comando da corporação, segundo reportagem de Thais Bilenky, da Folha de S.Paulo.

O coronel Heron Santos foi candidato a deputado estadual em 2014 e responsabilizado por ordenar que comandantes informassem quais “as lideranças que fazem oposição (…), que podem causar embaraços no pleito eleitoral”. Ele tinha sido convidado informalmente pelo comandante-geral da PM do Maranhão, Jorge Luongo, para realizar um planejamento da chamada Operação Eleições 2018.

Foram responsabilizados, além do coronel Heron, o tenente Emerson Farias Costa, a major Ana Paula Fróes Barros e o major Antônio Carlos Araújo Castro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum