quinta-feira, 24 set 2020
Publicidade

Cotado para a Casa Civil, Onyx Lorenzoni diz que Bolsonaro não vai a debate porque “peida, fede”

Cotado para assumir o ministério da Casa Civil, caso Jair Bolsonaro (PSL) vença as eleições presidenciais, o deputado federal reeleito Onyx Lorenzoni (RS) defendeu nesta terça-feira (16) na Câmara Federal a estratégia do capitão da reserva de não ir a debates.

“Quer que eu fale em bom português? Um cara colostomizado peida, fede, no meio de um debate político, acha adequado isso?”, afirmou, segundo a Agência Reuters. “Viu o laudo médico? Já entrou no Google para ver o que é colostomizado? Então olha e pergunta para ti mesmo se uma pessoa assim pode ir a um debate televisivo”, completou.

No final do primeiro turno, Janaína Paschoal, deputada eleita pelo PSL, afirmou em seu Twitter que gases não poderiam impedir Bolsonaro de ir a debates. “Se estiver em condições de ir ao debate, tem que ir! Gases não podem parar um Chefe de Estado! Que brincadeira é essa?”, escreveu.

Censura
Segundo o presidente licenciado do PSL e deputado federal eleito, Luciano Bivar (PE), a orientação de Bolsonaro para todos os aliados nesta reta final de eleição é reduzir as aparições públicas e evitar falar com jornalistas.

“Você hoje quanto mais se expões, fala muito, você pode ter um jornalista pérfido e que pode desviar as coisas, então é um momento muito importante da sociedade brasileira e todos nós temos muito cuidado”, disse.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.