Cotado para a presidência, Flávio Dino anuncia candidatura ao Senado em 2022

Em entrevista, governador do Maranhão não descartou disputa pelo Planalto, mas ponderou que isso depende da unidade da esquerda; "Jamais serei um fator de divisão"

Apontado como um dos nomes da esquerda para disputar a presidência contra Jair Bolsonaro e os candidatos da direita em 2022, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou em entrevista à coluna Radar, da Veja, nesta quarta-feira (30), que decidiu disputar uma vaga no Senado na próxima eleição. A informação foi confirmada pelo Diário do Centro do Mundo.

“Minha decisão é disputar o Senado. A decisão visa colaborar na continuidade da implementação de políticas públicas no Maranhão. E contribuir com o campo progressista em âmbito nacional, atuando no Congresso”, disse o mandatário estadual.

Dino foi eleito governador pela primeira vez em 2014 e reeleito em primeiro turno na eleição de 2018. Ao longo desses anos, o comunista foi fortalecendo seu nome no cenário nacional e mantém boas relações com as principais lideranças do campo progressista, como o ex-presidente Lula e os ex-ministros Fernando Haddad e Ciro Gomes.

O próprio governador já chegou, em outras ocasiões, a colocar seu nome à disposição para a disputa da presidência em 2022, mas atualmente considera que isso só será possível com uma unidade da esquerda.

“Qualquer mudança de planos depende do principal: conseguirmos juntar forças em uma chapa para disputar e vencer a eleição presidencial de 2022. Jamais serei um fator de divisão, e sim de ajudar a convergências”, afirmou à Veja.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.