Fórumcast, o podcast da Fórum
08 de setembro de 2019, 19h37

#CrivellaCorreAqui: em resposta à censura, internautas expõem situações críticas do Rio

"Alô, Marcelo Crivella, corre aqui no buraco da Av. Itaoca rapidão", escreveu a internauta responsável pelos memes

Imagem publicada junto com a tag #CrivellaCorreAqui. (Foto: Twitter)

O bom humor se tornou uma das ferramentas mais utilizadas nas redes sociais quando o assunto é crítica ao governo. Neste domingo (8), internautas lotaram as redes de memes com colagens da imagem que o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, lutou para censurar na Bienal do Livro. O beijo entre os dois personagens masculinos da HQ “Vingadores, a cruzada das crianças” foi colocado em meio a cenários críticos da cidade, acompanhado da hashtag #CrivellaCorreAqui. O objetivo é chamar a atenção do prefeito para temas mais urgentes do que o recolhimento de obras LGBTs na Bienal.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Alô, Marcelo Crivella, corre aqui no buraco da Av. Itaoca rapidão”, escreveu Tiê Vasconcelos, idealizadora dos memes e colunista no Voz das Comunidades, na legenda de uma das imagens que criou. “Tá tudo bem na Niemeyer?”, continuou. Em outra imagem, pessoas fogem de uma enchente, enquanto o beijo dos personagens da HQ paira no canto. “Vila Isabel já está sem buracos???”, diz outra publicação.

O sucesso das imagens foi tão grande que Tiê precisou criar uma página no Twitter e no Instagram só para concentrar as suas criações. O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL), assim como o humorista Gregório Duvivier, comentaram sobre as imagens e parabenizaram Tiê pela ideia. “Quem disse que não podemos falar de coisa séria com muito humor?”, escreveu Freixo.

Confira alguns dos memes que viralizaram nas redes sociais:


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum