Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de outubro de 2019, 06h21

Dallagnol divulga fake news de 190 mil presos soltos caso STF acabe com prisão em 2ª instância

Procurador corrigiu a informação após sete horas

“Eu aumento, mas não invento”. Esse bordão do jornalista Nelson Rubens, especialista em fofocas, pode ser empregado para o chefe da força tarefa da operação Lava Jato Deltan Dallagnol. O procurador errou por uma diferença de 185 mil o número de presos que podem ser beneficiados com o julgamento do Supremo Tribunal Federal sobre prisões em 2ª instância.

“Segundo a imprensa tem noticiado, até 190 mil presos poderão ser soltos caso o STF exija um julgamento de terceira ou quarta instância para a prisão. Na Lava Jato, 38 pessoas serão afetadas – o que representa mais de 20% dos condenados”, publicou Dallagnol na tarde da sexta-feira (18) em seu Twitter.

Na verdade, a decisão do STF pode fazer com que cerca de cinco mil presos deixem o sistema penitenciário. Foram várias as mensagens enviadas ao procurador informando que ele estava mentindo sobre este assunto e espalhando uma fake news para os seus seguidores. Somente sete horas após a postagem é que o representante do Ministério Público corrigiu a informação.

“Uma correção: o CNJ retificou a informação divulgada pela imprensa, indicando que a decisão alcançaria 4,8 mil presos. De todo modo, a discussão é que o aumento de 2 para 4 instâncias pode significar mais de 10 anos extras de impunidade e até a prescrição (total impunidade)”, ratificou Dallagnol, colocando a culpa da sua mentira nos veículos de comunicação pela sua mentira.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum