Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de novembro de 2019, 07h04

Dallagnol faz mea culpa antes de julgamento: “Não foi grosseria”

Procurador alega que "não vê razão para ser censurado" e que não há quebra de decoro em sua fala. Dallagnol será julgado nesta terça-feira (26) por críticas aos ministros do STF

Foto: Reprodução

Na véspera de seu julgamento no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), o procurador Deltan Dallagnol foi às redes sociais na noite desta segunda-feira (25) para tentar um mea culpa sobre sua possível quebra de decoro ao criticar os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), durante entrevista a uma rádio. Ao se justificar, o procurador disse que sua declaração foi de “interesse público” e que “não foi grosseria”.

“Em minha defesa, afirmei que minha declaração foi uma crítica de autoridade pública sobre atos de outra autoridade pública, em matéria de interesse público, sem grosseria. O cerne da liberdade de expressão é que ela existe para proteger o direito à crítica e não aos elogios”, escreveu no Twitter.

O procurador ainda alegou em suas redes sociais que “não vê razão para ser censurado” e que não há quebra de decoro em sua fala. De acordo com ele, suas críticas foram direcionadas ao conteúdo de decisão e não apontando “má-fé dos ministros”.

A representação contra Dallagnol é assinada pelo próprio presidente do STF, Dias Toffoli. Ele pede que o procurador seja punido por afirmar, em entrevista a rádio CBN, em agosto do ano passado, que decisões da Corte passam uma mensagem de “leniência” a favor da corrupção. Dallagnol ainda disse que Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski formavam uma “panelinha” no STF.

Além da sanção já prevista para esta terça-feira (26), o CNMP pode abrir mais um processo disciplinar contra o coordenador da Lava Jato em Curitiba. Está na pauta da sessão o caso em que o senador Renan Calheiros (MDB-AL) pede análise da conduta de Dallagnol por ele ter declarado nas redes sociais ser contra a sua candidatura à presidência do Senado.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum