Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
13 de agosto de 2019, 13h01

Das críticas à Globo à expulsão do PSL: a trajetória rebelde de Alexandre Frota

Deputado colecionou desafetos dentro da própria sigla, como o senador Major Olímpio e a deputada Carla Zambelli

Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

A trajetória de Alexandre Frota, expulso do PSL nesta terça-feira (13), foi marcada por polêmicas, especialmente depois que foi eleito em outubro de 2018. Durante a campanha, seu relacionamento com Jair Bolsonaro e os demais integrantes do partido não apresentava problemas aparentes.

No entanto, depois disso, além de bater de frente com a Rede Globo, colecionou desafetos dentro da própria sigla, como o senador Major Olímpio e a deputada Carla Zambelli.

Chegou, inclusive, a dizer que se sentiu honrado por ter sido convidado por João Doria a ingressar no PSDB.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

No entanto, a situação começou a ficar insustentável para ele, quando Frota passou a criticar no Twitter o seu colega de partido, Major Olímpio. Isto fez com que o senador entrasse com um processo por danos morais contra o deputado, além de acionar o comitê de ética do partido em busca de alguma retaliação.

O cenário para Frota só piorou no momento em que o ex-ator criticou, também pelo Twitter, o presidente Jair Bolsonaro pela escolha de Eduardo como novo embaixador do Brasil em Washington e se absteve na votação da reforma da Previdência no segundo turno, contrariando as orientações do partido.

Mais polêmicas

As polêmicas não param por aí. No passado, Frota chegou a assinar um contrato com cachê de R$ 2 mil em uma “Festa do Orgulho Gay em Brasília”. Ele topou fazer no mínimo uma hora e meia de show na “Oficina Dancing Bar”, a 15 quilômetros do Congresso Nacional. Mas Frota não foi. A empresária se irritou e reclamou à Justiça danos materiais e morais.

Além de seu histórico já amplamente conhecido como ator pornô. O mais grave de sua trajetória, porém, foi uma entrevista que ele concedeu ao programa ‘Agora é Tarde’, da Band, em 2015. Nela, Frota afirmava que já fez sexo com uma mãe de santo dentro do terreiro de candomblé. A história chegou a ser interpretada como estupro e gerou revolta nas redes sociais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum