Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de dezembro de 2019, 07h04

Datafolha aponta: 51% dos usuários de WhatsApp desistiram de falar de política para evitar brigas

Segundo pesquisa, quem mais se contém são os funcionários públicos (61%) e pessoas com ensino superior (59%)

Foto: Reprodução

Depois do racha de famílias e amigos brigados nos últimos anos, 51% dos usuários de WhatsApp desistiram de falar de política em grupos para evitar aborrecimentos, de acordo com informações da Folha de S. Paulo.

Segundo pesquisa do Datafolha, quem mais se contém são os funcionários públicos (61%) e pessoas com ensino superior (59%). Já as donas de casa não se furtam de comentários: 60% não deixaram de falar por medo de desavenças.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Uma em cada quatro pessoas deixou um grupo para não discutir (27%)  e 19% deixaram de seguir amigos, familiares ou empresas por discordar de seu posicionamento político.

Ainda segundo o Datafolha, 59% concordam que as redes sociais espalham mais fake news do que informam e 77% acham que as redes dão voz a quem não tem espaço na sociedade.

Apenas 18% seguem o presidente Jair Bolsonaro nas redes. Esse número sobe para 27% em simpatizantes do PSL e 31% em quem ganha mais de 10 salários mínimos.

Para metade dos brasileiros, segundo o levantamento, as novas mídias têm função importante no panorama político: 54% acreditam que são importantes meios para fazer com que os políticos estejam atentos às discussões sociais, e 48% acham que são relevantes para criar movimentos que podem agir diretamente na sociedade.

O Datafolha entrevistou 2.948 pessoas nos últimos dias 5 e 6, em 176 cidades do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. As respostas da pesquisa se referem a comportamentos adotados nos últimos 12 meses, ou seja, de dezembro de 2018 a dezembro de 2019, entre quem tem conta em redes sociais.

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum