Datena sugere aliança com Ciro: “Eu e ele temos 7% cada um. Juntos, 14%”

Datena ainda afirmou que entre ele e Ciro Gomes deve abrir mão da disputa presidencial aquele que estiver pior nas pesquisas. "Se você tem possibilidade de se juntar a quem está na frente da pesquisa, por que não?"

Em entrevista ao blog Maquiavel, da revista Veja, o apresentador José Luiz Datena (PSL), da Band, afirmou que uma candidatura sua é “pra valer” em 2022 e sugeriu uma aliança com Ciro Gomes (PDT), caso seja confirmado como presidenciável pelo PSL.

Pré-candidato, Datena usa Band para atacar Lula e Bolsonaro e Gleisi desafia: Vem pro debate, vem!

“Sem o Bolsonaro e sem o Lula eu abriria uma vantagem grande sobre o Ciro, que é um candidato muito bom. Na média das pesquisas eu e ele temos 7% cada um. Juntos, 14%. Já pensou numa aliança com o Ciro?”, indagou o apresentador.

O jornalista, então, devolveu a pergunta a Datena, que confirmou a sondagem. “Não está afastada nenhuma possibilidade. Para você quebrar a probabilidade de ter uma disputa entre só dois, alguém deve abrir mão”.

O apresentador afirmou ainda que quem deve “abrir mão” da disputa é quem está pior posicionado nas pesquisas.

“Se você tem possibilidade de se juntar a quem está na frente da pesquisa, por que não?”, disse Datena que está numericamente à frente de Ciro no levantamento divulgado pela Paraná Pesquisas nesta quinta-feira (29) nos dois cenários avaliados com 7% das intenções de voto – o pedetista marca 6,8% e 6,9%, em empate técnico, dentro da margem de erro.

Datena ainda fez coro com o pedetista – um ferrenho defensor de uma mudança econômica – ao dizer que sua primeira medida, caso eleito presidente, seria a “geração de trabalho”, com redução de gastos públicos.

“O brasileiro não precisaria de auxílio-emergencial ou de Bolsa Família se tivesse a dignidade de um emprego. O Brasil precisa de obra para todo lado com emprego para que o brasileiro tenha a dignidadede ter o seu salário e não ficar pedindo esmola nem para o Paulo Guedes ou quem quer que seja”, disse Datena, ressaltando, de modo contraditório, que “o governo precisa gastar menos para sobrar mais para o povo”.

Publicidade

“Mas se precisar quebrar o Estado para deixar o povo comendo eu quebro o Estado para deixar o povo comendo”, emendou.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR